Imagem capa - 5 dicas para manter saudável a vida a dois após a chegada do primeiro bebê por Chocolate KIDS

5 dicas para manter saudável a vida a dois após a chegada do primeiro bebê







 Quando chega o primeiro filho, a vida do casal parece que recomeça, pois o novo morador muda totalmente a rotina da casa. Os objetivos, a liberdade, o sono, ...
O pai-marido fica mais carente e, às vezes, até enciumado quanto a atenção da esposa, que agora também é mãe.

Para retomar os papéis da vida anterior com a nova realidade, separamos 5 dicas:






1) Arrume tempo para NAMORAR

Tendo como princípio que o casal é a base da família, essa base tem que estar firme para se manter um ambiente saudável e estável para criação dos filhos. É importante cultivar a relação conjugal para que as crianças sintam-se felizes e seguras. 

Não precisa sair de casa para namorar, mas quando possível façam isso!





2) Compartilhe responsabilidades e tarefas

É fundamental para a saúde do casamento que exista uma divisão saudável de tarefas para evitar sobrecargas. Apesar das mães normalmente assumirem mais responsabilidades, ela não deve fazer tudo sozinha: o pai tem que participar, até mesmo para se aproximar mais do filho. O filho é dos dois e essa divisão fortalece o sentimento de que podem confiar e contar um com o outro enquanto casal e enquanto pais.



3) Faça acordos, pois o combinado não sai caro

Por quanto tempo você imagina que consegue se manter bem dormindo mal e pouco? Pois é, esse é um grande dificultador, sem dúvidas! Cada caso tem suas particularidades, mas em geral as questões são o bebê não dorme bem a noite, ele acorda muito cedo, ele dorme muito tarde, e, para evitar que somente a mãe fique com seu sono e rotina comprometidos (normalmente é a mãe), façam um acordo para que consigam atender às necessidades de ambos. 

Definam horários de plantão para que o casal consiga ter um sono saudável e continue fazendo o que gostavam individualmente antes da chegada dos filhos. Não é que vão conseguir manter sono e rotina como era antes, mas dá para melhorar. 




4) Os DOIS tem que querer e TRABALHAR juntos para dar certo

Acreditem no amor que um dia os uniu e não desistam frente às dificuldades que vão existir. Não é fácil e os desafios vão mudando. O casal tem que ter estrutura e consciência para entender que surge uma nova configuração familiar, uma nova relação, não sendo questionado aqui se melhor ou pior que antes, mas certamente diferente. E essa nova condição exigirá de ambos adaptações, rearranjos e mais amor!



5) Respeito, paciência e diálogo são fundamentais

As preocupações e atividades da nova estrutura familiar ocasionam irritabilidade e nervosismo que, por sua vez, podem gerar grosserias, tensões e afastamento do casal.

Sabe aquela frase que toda mãe nova escuta: `Isso passa!` Passa mesmo, acredite quem tem fé! Essa é mais uma fase da vida que exige adaptações, paciência, diálogo e compreensão.  Se bem conduzida, o casal e a família se fortalece no processo.

 O RESPEITO tem que ser preservado e a empatia pode ajudar um a entender a posicionamento do outro. Ouvi em algum lugar que 'quando nasce um bebê, nasce também uma mãe e um pai' e essa é mais uma verdade, sendo que instintos e hormônios femininos e masculinos tem suas respectivas cargas, pensamentos e neuras. Por conseguinte, para lidar com os acontecimentos do dia-a-dia, o diálogo sem cobranças e julgamentos faz toda a diferença!